Camila Rodrigues, 28 anos, começou 2012 com energia total. "Ano novo, vida nova. Pessoal e profissional", afirmou a atriz, que, depois de três anos volta à TV de casa nova, a Record, na pele de Merabe, uma das irmãs que disputam o amor de Davi (Leonardo Brício) na minissérie Rei Davi. As novidades não param por aí. Camila vai se casar com o empresário Roberto Costa, 31. "Já moramos juntos, mas resolvemos oficializar a união", revelou a atriz, que entre agosto de 2006 e maio de 2008 foi casada com Bruno Gagliasso, 29.

O fato de ela ser divorciada não impede que a celebração seja abençoada por um pastor, como aconteceu no primeiro casamento, uma vez que sua família é metodista. Mas isso não é prioridade no momento. Tudo o que ela e Roberto desejam é definir o local – os sogros moram em Florianópolis (SC) e querem que a cerimônia seja realizada lá – e bater o martelo em 6 de outubro como a data para Camila se tornar oficialmente a senhora Roberto Costa.

A atriz e o empresário paranaense dividem o mesmo teto, no Rio, há um ano e dois meses. Mas, quando eles se conheceram, Roberto ainda vivia em Porto Alegre. "Namorar à distância custa caro, a passagem não é barata. E chega um momento de sua vida em que você quer a pessoa que ama a seu lado para coisas simples, como jantar ou tomar uma água de coco." Naquela época, o casal passava até 15 dias longe um do outro e, como Roberto saía de casa para trabalhar às 8h e só voltava às 20h, sempre que Camila ia visitar o namorado acabava se sentindo muito só. "Achei uma fofura quando ele me ligou e fez a surpresa: 'To indo para o Rio, vamos ficar juntos. Bola pra frente'", contou a atriz.

Atualmente em outra relação, Camila fala abertamente sobre o curto casamento com Bruno Gagliasso. Ela acha que a pouca idade dos dois – ambos tinham 22 anos na época – foi determinante para que o relacionamento fracassasse. "Uma vida a dois é feita de responsabilidade. E de muita dedicação. Num casamento não se vive de ilusão. Aquela coisa de que a vida é cor-de-rosa, tudo lindo, não é assim. Tem pedras que você precisa tirar do caminho. Nós éramos muito novos para ter essa maturidade. Achamos que sabíamos o suficiente pra bancar o casamento, mas isso não aconteceu. Era como se disséssemos: 'Vamos brincar de casinha'", relembrou, sem mágoas.